A Terra de Faria era uma divisão administrativa medieval que se situava entre o Rio Cávado a norte e o Rio Ave a sul. A oeste era limitada pelo mar e a este pelas terras de Penafiel de Bastuço e de Vermuim.

O castelo que era cabeça desta terra era o Castelo de Faria, situado no monte da Franqueira. Do cimo desta elevação é possível vislumbrar toda a Terra de Faria, bem como as elevações onde se encontravam os castelos cabeças das terras vizinhas: Castelo do Neiva e Castelo de Penafiel de Bastuço.

Esta terra era atravessada por um importante caminho medieval, fundamental via de comunicação entre o rio Minho e o rio Douro. Este caminho já na Terra de Faria bifurcava em dois, um que seguia para a Barca do Lago e outro para a Ponte Medieval de Barcelos, os dois pontos possíveis de passagem do rio Cávado. O Castelo de Faria encontra-se chegado ao segundo caminho, que a partir da construção da referida ponte passou a ser o mais usado.

A Terra de Faria, bem como as respetivas paróquias, vem referida nas inquirições de Afonso II de 1220, que podem ser consultados no link em baixo:

Portugaliae Monumenta Historica Volumen 1 Fasciculi I & II

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s