Remelhe

A freguesia de Remelhe surge identificada no censual do Bispo D. Pedro entre 1085 e 1091 como De Sancta Marina de Rameli. Segundo Teotónio da Fonseca este topónimo deriva de Remiculi, genitivo de Remiculus, o diminutivo da palavra latina Remus (remo em português). Em Remelhe foi incorporada a extinta freguesia de Moldes que surge identificada nas Inquirições de … Continue a ler Remelhe

Paradela

A freguesia de Paradela já aparece documentada nos finais do século XI como Sancta Marina de Paradela. Lá existiu em tempos uma mamoa, entretanto destruída, chamada de Mamoa Redonda. Existiram intervenções arqueológicas, entre 2008 e 2009, no antigo Cemitério Medieval localizado no adro da Igreja Velha. Durante estas intervenções foi recuperado uma pia batismal de estilo … Continue a ler Paradela

Gilmonde

A freguesia de Gilmonde surge nas Inquirições de 1220 como Sancta Maria de Gesmundi. É uma das freguesias onde se encontra o Castelo de Faria um dos sítios arqueológicos mais importantes do concelho. O seu nome deriva de um antropónimo de origem germânica, provavelmente algo como Gismundo, do alto germânico antigo wís (saber, conhecimento) em conjunto … Continue a ler Gilmonde

Milhazes

A freguesia de Milhazes situa-se no colo do monte da Franqueira. No censual do Bispo D. Pedro, documentado entre 1085 e 1091, surge como Sancto Romano de Milazes. Nas inquirições de 1220 está referida como São Romão de Milhazes. A origem do seu nome é muito debatida, mas poderá descender do topónimo Guilhade que lá existe. Este … Continue a ler Milhazes